Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

El ultimo carteado

Esse é o texto mais difícil que já escrevi aqui.

Quem me conhece sabe que sou péssimo para despedidas, por mais que elas façam parte inevitável das nossas vidas o tempo todo. Sou apegado àquilo que eu gosto, às pessoas que eu gosto, e tenho dificuldade de lidar com momentos como este. Esse momento, portanto, não deixa de ser um exercício de desapego e de aprendizado de vida. Como tudo aqui no Carta na Manga foi para mim durante esses 11 anos.

Queridos, sem mais delongas: nossa trajetória se encerra por aqui.

Não se trata de cansaço, falta de vontade, nada disso: o fato é que tem sido impossível conciliar as atividades do Carta com minha vida pessoal e profissional. Quer dizer: sempre dá, no fundo até teria como, mas não do jeito que eu gostaria que isso aqui seguisse. Não capaz de manter um nível e periodicidade mínimos, que sejam aceitáveis dentro daquilo que eu acredito, dentro do propósito que este espaço sempre teve. O propósito de me tornar um jornalista melhor, uma pessoa melhor…

Últimas postagens

Morre Hélio Dourado, o maior gremista que esse mundo já viu

No sufoco, o Atlético Paranaense derrota o Vasco, para alívio do técnico Fabiano Soares

Pela quarta vez seguida, o Grêmio saiu perdendo em casa. A conta sai cara: oito pontos perdidos de 12 disputados

O G-4 se reúne em dois jogaços: vem aí o melhor domingo do Brasileirão 2017

Sucesso dos estreantes Hernanes e Marcos Guilherme traz melhores perspectivas ao São Paulo

Derrota do Juventude para o América-MG deixa o Inter perto acabar a rodada no G-4 da Série B

Um eterno deja-vu: relembre todas as 20 semifinais de Grêmio e Cruzeiro na Copa do Brasil

Com time misto, Grêmio vence o Atlético-PR de novo e confirma vaga à semifinal com total autoridade